Objetivos Estratégicos

Em função da missão, visão e atribuições do Instituto de Informática,  e tomando em consideração as estratégicas e políticas públicas definidas, os objetivos estratégicos e respetivos eixos de intervenção definidos para a área governativa do trabalho, solidariedade e segurança social, o Instituto de Informática traduz o seu posicionamento estratégico em 4 objetivos centrais:

 

O.E.1 - Reforçar o processo de transformação digital promovendo a transparência, simplificação e a excelência dos serviços disponibilizados

Enquanto organismo cuja principal atribuição se traduz no desenvolvimento de soluções tecnológicas, importa ao Instituto de Informática, assentar a sua capacidade de entregar novas soluções TIC, em que a transformação de processos de negócio e operacionais, partem de necessidades reais, utilizando a inovação como veiculo para a disponibilização de mais e melhores soluções e serviços, na garantia da equidade das politicas publicas e da sustentabilidade da segurança social.

O.E.2 - Otimizar os recursos tecnológicos do MTSSS, promovendo a eficiência dos serviços TIC

A alteração dos canais que suportam a relação entre a Segurança Social e o cidadão no âmbito de uma economia digital, requerem ao Instituto foco na definição e na utilização partilhada dos recursos tecnológicos através da consolidação e atualização da infraestrutura tecnológica, aumentando o nível de segurança, disponibilidade e continuidade dos serviços.

O.E.3 - Garantir a sustentabilidade organizacional, apostando na inovação, qualidade e na responsabilidade social e ambiental

O Instituto pretende refletir acerca das metodologias, ferramentas e modelos de governação das TIC de modo a melhorar os seus métodos de trabalho, aportar valor e promover uma atuação socialmente responsável.

 

O.E.4- Potenciar o desenvolvimento do capital humano

Num contexto de alguma limitação ao recrutamento externo na Administração Pública, a retenção de talentos e a capacitação técnica permanente dos colaboradores do Instituto são uma componente essencial ao desenvolvimento do capital humano, num ambiente de negócio potenciador de alterações aos contextos e funções de cada colaborador.